Celulose: O que é, definição, produção, função e todo polissacarídeo

A celulose é uma substância (polissacarídeo) existente na maioria dos vegetais. De característica fibrosa, localiza-se dentro das células das plantas.

Celulose

A celulose é um carboidrato do tipo polissacarídeo abundante nos vegetais e por isso, comum na natureza. Ela consiste até 50% da composição da madeira.

É formada por monômeros de glicose, entre 15 a 15.000, unidos por ligações glicosídicas. Assim, a celulose é um polímero de glicose.



A fórmula química é C6H10O5.

É um polímero de estrutura linear e estabelece ligações de hidrogênio entre os grupos hidroxilas presentes. Nas células, as moléculas de celulose se arranjam em forma de feixes de fibras.

Os humanos não conseguem digerir a celulose, essa capacidade é apresentada apenas por algumas espécies de bactérias, fungos e animais ruminantes.

É sintetizada na membrana plasmática das células vegetais, em complexos proteicos com a presença da enzima celulose-sintase.



FUNÇÕES DA CELULOSE

A celulose é o principal componente da parede celular das células vegetais, o que confere rigidez para as plantas.

Industrialmente, é processada para produção de papéis e fibras. Ela também pode sofrer outros tipos de modificações e servir para a elaboração de plásticos.

A produção de papel a partir da celulose é uma importante atividade econômica no Brasil.

Devido a qualidade das fibras presentes na madeira, as principais espécies vegetais utilizadas para extração de celulose são o eucalipto e o pinheiro (Pinus). Para garantir a exploração dessas espécies, existem muitas florestas plantadas para servir de matéria prima na produção do papel.



PRODUÇÃO DE POLPA

A polpa de celulose é obtida industrialmente a partir da madeira de árvores como o pinho, o eucalipto ou o abeto, e em menor proporção de plantas herbáceas com grande quantidade de celulose no talo, como a cana-de-açúcar, diversas gramíneas e juncos, e é usada pelas indústrias de papel e papelão ou pelas indústrias químicas, que convertem essa polpa (ou algodão) em celulóide (antigamente usado para filmes cinematográficos), explosivos, celofane, acetato de celulose, carboximetilcelulose (lubrificantes e emulsificantes) e outros .

O processo para obtenção de polpa de é usado principalmente para fabricação de papel e papelão. A matéria-prima (troncos ou talos herbáceos) deve ser limpa e descascada e depois submetida à trituração mecânica em máquinas de lâminas múltiplas. O material triturado pode sofrer diferentes tratamentos para separar a lignina — substância que une as fibras. Pode ser batida com água quente (processo mecânico), ou tratada com soda cáustica a quente (processo soda), ou com bissulfito de cálcio (processo ácido), ou com sulfeto de sódio (processo Kraft). Posteriormente, o produto é lavado, depurado e embranquecido. Conforme o tipo de árvore, obtém-se fibra curta ou de fibra longa. Essa característica torna o papel resultante mais absorvente ou mais resistente, respectivamente.




Siga nossa instagram: @bioencia.

Curta nossa fanpage: @bioencia.

Por Aurélio Paz

Idealizador do projeto Bioência em 2010. Graduado em Sistemas para Internet pela Faculdade de Tecnologia São Mateus. Graduação incompleta em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário São Lucas. Atualmente trabalha com Webdesing e Marketing de Conteúdo. Especialista em SEO (Search Engine Optimization).

Facebook Twitter Instagram Tumblr Email Website


7 Comentários

  1. Moises disse:

    Achei bacana essa parte da produção de polpa.

  2. Felipe disse:

    O que é polissacarídeo?

  3. Lucas disse:

    Polissacarídeos, ou glicanos, são carboidratos que, por hidrólise, originam uma grande quantidade de monossacarídeos.

  4. Patrick disse:

    São polímeros naturais. Por exemplo, a celulose é um polímero da glicose: n glicose → Celulose + (n-1) H2O.

Deixe seu comentário!

Informe seu nome
Informe seu email