Bioquímica


Para um melhor entendimento, reuni as melhores definições de Bioquímica:

Bioquímica é a ciência e tecnologia que estuda e aplica a química da vida e os processos químicos que ocorrem nos organismos vivos.

É a parte da Biologia que se preocupa com os processos químicos que ocorrem nos organismos vivos.

Responsável pelo estudo das estruturas, da organização e das transformações moleculares que ocorrem na célula.

Estuda as reações químicas e biológicas dos organismos vivos.

Analisa as reações químicas que ocorrem nos seres vivos, bem como os compostos envolvidos nesses processos.

Definida como um estudo sistemático das biomoléculas, e dos fenômenos químicos e físico-químicos envolvidos, nos sistemas biológicos.

Agora que temos várias definições de Bioquímica, seguimos.

Introdução a Bioquímica

De maneira geral, a Bioquímica estuda estrutura molecular e função metabólica de biomoléculas, biopolímero e componentes celulares e virais, como proteínas, enzimas, carboidratos, lipídios, ácidos nucleicos (biologia molecular) entre outros.

Essas transformações configuram o que chamamos de metabolismo, que nada mais é do que as reações extremamente coordenadas que são fundamentais para garantir a sobrevivência, o crescimento e reprodução dos organismos vivos.

Os estudos bioquímicos permitem o entendimento de processos que garantem a sobrevivência dos seres vivos.

As reações químicas estudadas na bioquímica não são observadas a olho nu. Então, para o seu desenvolvimento é essencial o uso de microscópios. Atualmente, também são usadas ferramentas computacionais para uma melhor investigação.

Esses processos contam com síntese de biomoléculas, transporte de substância, produção de energia e eliminação de substâncias químicas.

Principais descobertas

Entre as principais descobertas que merecem destaque, podemos citar a compreensão da estrutura do DNA (ácido desoxirribonucleico), o entendimento da importância do gene para a síntese de proteína, a determinação da estrutura das proteínas e a compreensão das vias metabólicas.

O entendimento desses processos foi, sem dúvida, fundamental para o desenvolvimento de várias áreas, tais como a biotecnologia, a medicina e a agricultura. No campo da medicina, por exemplo, podemos destacar a importância dessa ciência no avanço da genética e no entendimento das doenças metabólicas, como diabetes, e até mesmo dos problemas degenerativos. Já no campo da agricultura, o desenvolvimento de variedades transgênicas garantiu um maior sucesso nas lavouras.

Percebe-se, portanto, que a Bioquímica nada mais é do que o estudo da química envolvida em todos os seres vivos, sendo, portanto, fundamental para o entendimento dos processos que permitem a manutenção da vida e o desenvolvimento de técnicas que garantam uma melhor qualidade de vida para todos. Vale destacar que, apesar do grande desenvolvimento da área, muito ainda deve ser estudado, sendo essencial o investimento constante nesse campo de estudos.

No Brasil

O bacharelado em bioquímica, no Brasil, foi criado em 2001, na Universidade Federal de Viçosa, visando a suprir a necessidade crescente de profissionais qualificados para atuar nas áreas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico das diversas áreas relacionadas com o curso.

Em moldes semelhantes, foi criado em 2008, o segundo curso de graduação em bioquímica do Brasil; a Universidade Federal de São João del Rei, implantou o curso em seu campus de expansão Centro-Oeste. Em 2011, foi criado o terceiro curso de graduação em Bioquímica, da Universidade Estadual de Maringá. Existe também na USP a graduação em química com ênfase em bioquímica.

No Brasil, não se deve confundir farmacêutico com o bioquímico, visto que um é profissional de saúde e outro é profissional da química da vida e da biotecnologia.

Por bastante tempo, os cursos de graduação em farmácia no Brasil denominaram-se Farmácia-Bioquímica, em errônea alusão à habilitação em análises clínicas. Isto gerou na sociedade, e mesmo nos meios acadêmicos, a falsa noção de que bioquímica seria análises clínicas somente e seria sinônimo de farmácia, o que de fato não é verdadeiro.

Em 2014 foi criado o Movimento BioquímicaBrasil, com presença nas principais mídias sociais, site e canal de vídeo no principal agregador desta mídia, dedicados a divulgar o Bacharel em Bioquímica e a divulgar a ciência, tecnologia e inovação em Bioquímica. Desde o início do movimento, a influência de conceitos-chave de empreendedorismo, responsabilidade individual, responsabilidade social, vivência no mercado de trabalho não acadêmico e união entre os cursos e bioquímicos se mostrou forte, resultando na consolidação do Bacharelado em Bioquímica no Brasil, como prova a simbologia aqui exposta.

Especializações

Bacteriologia clínica – realiza diagnóstico de bactérias e infecções com objetivo de evitar surtos e epidemias.

Bioquímica clínica – investiga materiais orgânicos, como sangue e urina, e mostra como suas alterações metabólicas desenvolvem doenças.

Bromatologia e tecnologia alimentar – têm o objetivo de estudar os alimentos, sua natureza, composição, qualidades e usos dietéticos.

Citologia – estuda todas as funções celulares, bem como seus componentes.

Hematologia – dedica-se ao estudo do funcionamento e doenças do sangue, da medula e dos gânglios linfáticos.

Áreas de atuação profissional

Pesquisa acadêmica em universidades e instituições de pesquisa.

Atividades técnicas em hospitais, laboratórios de análise e controle de qualidade, laboratórios farmacêuticos e farmácias de manipulação.

Atividades técnicas na área de produção de alimentos.

Indústrias e agroindústria.

Diferenças para outras profissões

Vista como um fim em si ou como uma ferramenta para diversas outras profissões:

Bioquímico: A Bioquímica é vista como um fim em si. Tem como foco o estudo da bioquímica pura e da bioquímica aplicada em diversos setores industriais e laboratoriais

Farmacêutico: A Bioquímica é ferramenta para este profissional da saúde, tanto para sua atuação no uso racional de medicamentos (atenção e assistência farmacêuticas; dispensação de medicamentos), quanto em sua atuação em análises clínicas.

Biológicas (Biologia/Biomedicina/Biotecnologia): A Bioquímica é ferramenta para estes profissionais nos ramos de análises clínicas e novas tecnologias.

Origem biológica (Medicina, Veterinária, Agronomia, Zootecnia, Odontologia, Nutrição etc..): Idem o item acima, é uma ferramenta

Profissões químicas (Engenharia química e derivados, Química, Engenharia de Alimentos): Idem acima., é uma ferramenta.


Referências

FIOCRUZ. O que é BIOQUÍMICA?. Disponível em <http://www.juventudect.fiocruz.br/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.

PORTAL EDUCAÇÃO. O que é Bioquímica? Disponível em <https://www.portaleducacao.com.br/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.

INFOESCOLA. Bioquímica. Disponível em <https://www.infoescola.com/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.

TODA MATÉRIA. Bioquímica. Disponível em <https://www.todamateria.com.br/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.

BRASIL ESCOLA. Bioquímica. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.

Wikipédia. Bioquímica. Disponível em <https://pt.wikipedia.org/>. Acesso em 08 de outubro de 2019.